Sai nos dias de maior fluxo

quarta-feira, novembro 30, 2005

Ménage à 4...+2

Num rigoroso exclusivo, o único debate para as presidenciais envolvendo os 4 principais candidatos apoiados pelos principais partidos, mais 2 independentes, teve lugar nas instalações de O Período. O debate não teve moderador, apenas foi lançada uma pergunta via SMS, para os candidatos com telemóvel. Como Mário Soares não tem nem sabe utilizar telemóvel, Jerónimo de Sousa está à espera de uma campanha de retoma para trocar o seu, Francisco Louçã é cliente de uma operadora low cost que não fornece o serviço SMS, José Maria Martins tem o seu sob escuta e sob leitura e Cavaco Silva, apesar de ter telemóvel e ter recebido o dito SMS, optou por não o ler em voz alta por respeito para com as opiniões dos seus adversários e dos portugueses em geral e pela Repúlica, que poderiam sentir-se ofendidos pela sua dicção, optando por ler a mensagem em momento mais oportuno, coube então a Manuel Alegre a leitura, ou melhor, a declamação do SMS, em voz alta, para os restantes candidatos. De notar que o poeta introduziu algumas alterações.


Os 4 candidatos à entrada das instalações do O Período e os outros 2, em primeiro plano, que já lá tinham pernoitado.

Pergunta via SMS, declamada por Manuel Alegre: Ó vento que passa, que dizes? Que perguntaides vós a estes vis candidatos? Tu, Alegre serás o meu Mercúrio, o mensageiro dos deuses, pela tua grave e sensual voz com pura e distinta dicção dirás: que pensaides vós, ó homens do chamado Portugal, fazer para conquistardes a confiança da plebe de modo a que, orgulhosos e fraternos, vos elejam Presidentes da República, e que ditosos e bem fadados caminhos escolhereis para levar a bom porto tamanha e hercúlea tarefa?
Cavaco Silva- Acima de tudo respeito os portugueses. E como tal não vou proferir...
Mário Soares- Óbviamente que não prefere nada, como candidato-esfínge que que é! Eu nem sequer percebi a pergunta mas já sabia qual ia ser a sua resposta...
Cavaco Silva- Não é preferir, é proferir. Falar, dizer. Porque preferir, prefiro o bolo-rei...
Francisco Louçã- Está-se mesmo a ver que o senhor que vai à frente nas eleições vai manter as politicas economicistas e neo-imperialistas que marcaram a sua governação, de favorecimento dos grandes grupos económicos e da banca e de entregar o país ao grande capital estrangeiro. Antevejo um período de autofagia para o nosso país...
Jerónimo de Sousa- Evidentemente, portanto, que o Professor Cavaco Silva, portanto, sempre foi uma célula reaccionária, agente do, portanto, imperialismo e, portanto, inimigo da reforma agrária. Ainda outro dia, a meio dum tango no baile da Associação Filarmónica e Desportiva de Dança e Jogo do Pau de Rio de Moinhos, portanto, encostei a mim uma pensionista e, olhos nos olhos, portanto, perguntei para quantos dias lhe dava a reforma, ao que ela, portanto,...
Manuel Alegre- Portanto, portanto, portanto... conjugação coordenativa conclusiva... logo, pois, portanto, por conseguinte e por consequência... Mas não abuse, por amor de Camões...
Cavaco Silva- E se eu sou candidato-esfinge, Dr. Mário Soares, o senhor é candidato-caranguejo, porque até anda de lado por causa das centenas de mini-AVC's que sofre diariamente. Ou vocês acham que aquele sorriso é genuíno? É paralisia facial!
José Maria Martins- É muito fácil o recurso ao insulto pessoal sem prova de facto. Tenho aqui um telemóvel de 3G. Alguém me quer dar um enxerto de porrada e filmar ao mesmo tempo?
Mário Soares- Posso andar de lado, mas comigo o país vai andar para a frente. É simples! É como tirar uma arrastadeira depois de mijar: em frente.
Jerónimo de Sousa- O voto certo é o voto no PC... cof cof... arrrhummm... tou a ficar sem voz... portanto... dejá vu...
Mário Soares- HAHAHAHAHAHAHA assim é que estás bem, ó cassete, caladinho... *arroto*... ups, acho que bolsei papa de aveia...
Cavaco Silva- Afinal não sou só eu que me cuspo.
Francisco Louçã- Cale-se, facho! Você é um político profissional! Nunca poderá ser presidente! Isso é trabalho para amadores! Como eu!
José Maria Martins- Isso é o ideal para mim. Mais amador que eu não há. Nem consigo defender o Bibi. Ele é que me defende.
Cavaco Silva- É certo e sabido que para se ser presidente da República é necessário ter perfil. E o Professor Louçã de perfil valha-me Deus! Como iria ser o seu retrato? Não haveria tinta para pintar a sua penca...
Francisco Louçã- Deixe 'tar que a sua queixada. Já vi orçamentos de estado do PSD mais bem esgalhados...
Mário Soares- Os habitantes deste país não ficam esclarecidos... os portugueses, portanto...
Manuel Alegre- Ou por conseguinte.
Mário Soares- Mas é só isso que você sabe fazer? Corrigir? Então não vê que eu sou senil? Não sabe que eu tenho idade para ser seu avô? Respeito!
Manuel Alegre- Não me curvo perante quem me apunhala pelas costas, metaforicamente falando.
Mário Soares- Aahhh, limpe-me mas é o cu, como me faz a Maria Barroso!
José Maria Martins- O meu cliente e os seus hábitos não são chamados para esta mesa!
Jerónimo de Sousa- ............., portanto, ......
Cavaco Silva- Não esforce a voz, camarada, não se esqueça que para a semana tem o concurso de imitações do Paulo de Carvalho hehehehehe!
José Maria Martins- Sugiro que passemos às alegações finais. Eu se for eleito...
Cavaco Silva- Cala-te, merdoso, tu nem sequer consegues arranjar as assinaturas! Pelo menos de maiores de 18 anos! Quanto a mim, falarei sobre os meus planos no momento oportuno e quando estiverem reunidas as condições para que não seja ferida a susceptibilidade de nunhum português ou portuguesa.
Mário Soares- zzzZZZzzzZZZzzzZZZzzzZZzZZ!
Jerónimo de Sousa- ..............!
José Maria Martins- Inocente!
Manuel Alegre- Terno, fraterno, paterno, materno, caderno, cisterno, clisterno, taberno. Será assim o nosso Portugal comigo!
Francisco Louçã- Comigo os paneleiros, as fufas, os agarrados e os abortos, as putas, os palhaços e os bloguistas, todos terão uma palavra a dizer. Nem que essa palavra seja: autofagia belicista. Duas palavras, portanto.
Manuel Alegre- Ou por consequência...

E sai um "20" prá mesa 1, ó fáchavor!

E assim aconteceu na área de serviço pouco antes da portagem que indicava o fim de uma longa e sinuosa viagem de 9 anos nesta auto-estrada que é a universidade, donde saiu brilhantemente mais um escorredor deste blogue. Parabéns, Loretta!

terça-feira, novembro 22, 2005

Grande Entrevista

Ronald Koeman, treinador do Benfica, em entrevista exclusiva a O Período, projectou o jogo de logo à noite frente ao Lille e falou do dia a dia benfiquista.

O Período - Boa tarde, sr. Koeman, confiante para o jogo de hoje?
Ronald Koeman - Claro, tenho plena confiança no Beto e nos restantes jogadores, dos quais não sei bem o nome, nem as posições em que jogam.
OP - Planeia fazer muitas alterações?
RK - Algumas. Estou a pensar em mexer, também, tacticamente na equipa. Vou escrever o nome de todos os jogadores, inclusive os que estão lesionados, em papelinhos e enfiá-los dentro de um boião. Depois retiro nove e distribuo-os ao calhas pelo terreno de jogo. Normalmente é assim que faço as minhas equipas.


- Quem me dera ter para aí uns catorze Betos. Fazia uma equipa de futebol e ainda levava uns quantos para casa.

OP – Interessante. Mas porquê nove posições e não onze? Deduzo que uma seja a de guarda-redes, mas qual é a outra?
RK – É a de organizador de jogo, a de número 10. É, na minha opinião, a posição mais importante. O jogador que ocupa este lugar no terreno de jogo precisa de ser um jogador tecnicamente evoluído, cerebral, capaz de decidir sozinho o rumo de uma partida e que paute o ritmo de jogo. Como tal, vou apostar no Beto para esta posição.
OP - O Beto?! Será que estamos a falar do mesmo Beto?
RK - Sim, claro. Pode perfeitamente fazer esta posição, é um jogador bastante polivalente.
OP - Polivalente?! Sim, de facto, joga igualmente mal em qualquer posição.
RK - Mas é esforçado e tem um belo penteado, no futebol moderno é isso que conta.


- Fico comovido ao ver o Beto jogar. Que classe.

OP - Mudando de assunto, por que razão utiliza jogadores que não recuperaram completamente das suas lesões?
RK – Facilita-me a vida, desta maneira sei sempre quem substituir ao intervalo. Tiro sempre o tipo que está lesionado. Não há que enganar. Ainda para mais, os jogadores, normalmente, agravam as lesões e ficam mais umas quantas semanas sem jogar. O que me dá imenso jeito, porque assim tenho oportunidade de pôr o Beto mais vezes.
OP - Mas não lhe parece arriscado? Não estará a pôr em perigo os jogadores?
RK - Julgo que não. Aliás, posso-lhe adiantar que no próximo jogo vou colocar o Moreira a jogar.
OP - O Moreira? O mesmo Moreira que só deveria jogar daqui a uns quantos meses?
RK - Exacto. Pense assim, pior figura que o Quim e o Nereu não deve fazer.

BUMMM!!! (Irrompe pela sala a esposa de Ronald Koeman.)

Mrs. Koeman – AH!!! Estás aqui, meu Leitãozinho!
RK – Querida, agora não. Não vês que não estou sozinho?
MK – Ficas tão giro coradinho! Hoje, se perderes por menos de 2, enfio-te no forno com uma maçã na boca e como-te todinho.
RK – Querida...
OP - Acho melhor a entrevista ficar por aqui.

sábado, novembro 19, 2005

Nem 'O Período' faria melhor...

Título de uma revista portuguesa:

"Namorada de Socrates ganha prémio por ajudar homossexuais"

segunda-feira, novembro 14, 2005

Infidelidades

Pior que um homem chegar a casa e encontrar a mulher com outro tipo na cama, só mesmo combinar com a mesma explodirem os dois em uníssono, e quando chega a altura, o homem vai pelos ares e a mulher foge...

domingo, novembro 13, 2005

Sexo inseguro

Segundo um estudo, metade dos adultos portugueses não faz sexo seguro. Eu pertenço a essa fatia, admito. Das raras vezes que o faço sinto-me sempre inseguro. "E agora, que é que faço?", "Será que estou a ser precipitado?", "Quem me dera desta vez aguentar mais que 3 minutos...", "Avanço? Não me parece... sinto-me tão inseguro..."," Será que ela está a sentir alguma coisa?", "Isto é ela a ressonar ou fui eu que me peidei?" são algumas das frases que me passam pela cabeça enquanto pratico sexo inseguro.

sábado, novembro 12, 2005

Padre Amaro

Fui ao cinema ver o Crime do Padre Amaro... tenho alguns comentários a fazer:

-Filme podia ser bom. Não é.
-A gaja é boa. Se fizerem questão de ver o filme por isso, levem um discman, mp3 ou similar e um telemóvel com jogos para se entreterem durante as partes em que ela não aparece.

-Apesar de tudo, gostaria de chamar a atenção para um detalhe perturbante.
Para os que conhecem Bicycle Repair Man: NÃO ACHAM QUE HÁ UMA SEMELHANÇA EVIDENTE COM O CABELEIREIRO GAY (Rui Unas)???

BRM: Já pensaste em processar os gajos?!

Golegã - capital do "cavalo"


"-Fôdasse!... Feira do cavalo... Desculpem lá pessoal! Pensei que isto era outra cena!"

quinta-feira, novembro 10, 2005

Na Sala de Espera

As salas de espera de hospitais, consultórios e de laboratórios de análises clínicas e exames sempre foram palco de diálogos verdadeiramente eruditos. Ahh, é com saudade que me lembro de uma conversa na sala de espera de um otorrino em que um velho dizia ao seu interlocutor e a quem o quisesse ouvir: tiraram-me dois baldes de sangue de um dos ouvidos. Enfim, um clássico.
E é por esses momentos nostálgicos que venho criar mais uma rubrica n'O Período intitulada "Na Sala de Espera".
Hoje trago-vos um monólogo daqueles velhos que acham que toda a gente lhes está a passar à frente. Não contente com a resposta da recepcionista que o havia informado, após interpelada, que as pessoas não eram atendidas por ordem de chegada ou de posição na fila, mas sim pela marcação que já estava efectuada há muitos dias, este brilhante orador continuou, apontando baterias para uma senhora que aguardava sentada:
- Sim, porque esta senhora - apontando para a mesma - ouvi-a ainda antes de chegar à clínica que lhe doíam as pernas e que só queria chegar e sentar-se mas, em vez disso, colocou-se logo ao guichet para confirmar a marcação. Afinal não lhe deviam doer assim tanto as pernas, não é?
E tendo sido ignorado lá continuou a resmungar qualquer coisa até que se calou, ou morreu, já que deixou de fazer barulho.

Publicidade

O Mário "Efémero" Soares já deve anos à cova. Mas isso não o impede de fazer o que mais gosta e candidatar-se a um mandato de 5 anos como Presidente da República. E enquanto não inaugura, e passeia, e viaja e não contribui para a estabilidade governativa e equilíbrio das contas públicas rumo à Europa do futuro cá o vemos a ele, tagarelando, balbuciando, babando, maravilhando-se com obras magníficas e com derrapagens de milhões e dizendo que o dinheiro aparece sempre quando há ideias bonitas, dando palestras, stand-up shows, enfim, divertindo-se.



Imagine agora o que pode você fazer com tantos anos pela frente! Viva o momento!

Ui que bom!

A RTP Memória exibe hoje um programa sobre a vida e a obra de Tomás Taveira. Se ainda não conhece em profundidade a biografia deste conceituado arquitecto português, nem sabe de que obras ele esteve por trás, não perca esta oportunidade de a ter toda lá dentro do seu televisor. Vai ver que não dói nada. Se, por acaso, a sua cônjuge estiver reticente, a lamuriar-se que prefere ver a telenovela e que não quer, seja carinhoso e convença-a com um: aguenta e não chora, vais ver que não custa nada e, no final, até gostas.

O Admirável Mundo Novo

Dois anos depois da prostituição ter sido legalizada na Alemanha, começam a surgir alguns relatos de quem, qual Velho do Restelo, não sabe encarar o futuro com optimismo e determinação!
Os novos tempos pedem o fim dos preconceitos e das discriminações!
A evolução exige adaptação!
É necessário um esforço para enfrentar os novos desafios que uma situação de desemprego impõe!
Por isso aqui fica o meu grito de esperança:

"Angelina Jolie para o desemprego, Já!"

quarta-feira, novembro 09, 2005

Já não há respeito...

Este fim-de-semana, numa viagem pela auto-estrada, fui obrigado a parar numa bomba da Repsol para abastecer o depósito.
Quando fui efectuar o pagamento, o indivíduo que me atendeu resolveu perguntar:
"-Tem o cartão do Benfica?"

Apeteceu-me responder-lhe:
"-E você? Gosta de levar no cu?"

Foda-se!

Senil, Velho e Jarreta

Estão um pouco por todo o lado os primeiros cartazes da Candidatura à Presidência da República de Mário Soares:











Na cauda da Europa

Mais uma vez Portugal demonstrou não conseguir acompanhar a evolução da Europa civilizada. A nossa mentalidade pequenina de país na cauda da Europa continua a manter-nos sempre à margem do desenvolvimento social e económico.
De que falo? Das noites de violência em França, que começaram em Paris mas que já alastraram por todo o país e daí para a Bélgica e Alemanha.
Pergunto por que esperam as nossas comunidades desfavorecidas da Bela Vista, da Damaia e da Zona J de Chelas para seguir este magnífico exemplo das suas congéneres europeias? Será que é a preguiça ou a boa programação televisiva da TVI e SIC que impede estes cidadãos de exercerem o seu direito de incendiarem carros, infantários e igrejas?
Nem uma mísera bandeira do FCP se vê a arder. Assim não vamos a lado nenhum! Vamos lá malta, os fósforos sou eu que pago!

Fibras e cachalotes

Não tenho nada contra as pessoas que tenham uma alimentação à base de fibras desde que, cada vez que vão a minha casa, não tenham que cagar e deixar um Moby Dick de merda atravessado na sanita. Não tenho cara de Capitão Ahab para estar a arpoar cachalotes sempre que uma certa e determinada vegetariana, nomeadamente a minha senhoria, vai a minha casa e arreia o tijolo.

sábado, novembro 05, 2005

Iniciativas para o fim-de-semana

Associação de doentes cardíacos promove corrida de 6km para alertar para o perigo das doenças cardio-vasculares.
TVI

Aproveitando esta iniciativa, outras associações nacionais também promovem jornadas de sensibilização para outros problemas de saúde. Assim:
- A Associação dos Diabéticos promove concurso de enfardamento de pastéis de nata;
- A Associação de Doentes com Cirrose promove degustação de vinhos alentejanos;
- A Associação dos Mutilados da Guerra Civil de Angola promove jogos da macaca e mini-maratona do pé-coxinho;
- A ACAPO promove concurso de dardos americanos;
- A Associação Masculina de Doentes Cardíacos promove as I Jornadas de Pornografia para Cardíacos;
- A Sociedade Portuguesa de Andrologia promove as 24 horas de pau-feito e o Workshop "Masturbação a meia-haste".

sexta-feira, novembro 04, 2005

Prémios MTV

Os Coldplay ganharam ontem o prémio MTV para melhor canção para "Speed of sound"...

Não discuto, mas acho que os Coldplay deveriam receber um prémio pelo seu mais recente álbum "X & Y"... mas não um prémio qualquer! Deviam receber o Nobel da medicina!!!

Por terem inventado um tratamento para a insónia sem contra-indicações ou efeitos secundários.

quinta-feira, novembro 03, 2005

Chuva...

"...barragens já recuperaram o seu nível em cerca de 10%..."

"...terrenos agrícolas voltam a apresentar níveis de humidade normais..."

in Diário de Notícias 02/11/05

Será que já é politicamente correcto voltar a dizer mal do tempo!?... eu arrisco!!!

Tou farto desta merda de chuva!!!!



Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!