Sai nos dias de maior fluxo

quinta-feira, outubro 23, 2008

A culpa não é deles

Com apenas 35 horas semanais de trabalho, entre as conversas e múltiplas pausas para café e tabaco, que são obrigados a fazer; entre as saídas mais cedo e entradas tardias, essenciais ao seu bem-estar; entre as pontes ao longo do ano, que o governo os obriga a fazer; e entre as diversas greves ao longo do ano, geralmente pegadas aos fins-de-semana ou que os obrigam a mais pontes, qual é o tempo que sobra aos pobres dos funcionários públicos para trabalhar? Ninguém os deixa…
Por favor, ajudem os funcionários públicos. Deixem os nossos pobres funcionários públicos trabalhar.



Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!