Sai nos dias de maior fluxo

segunda-feira, março 05, 2007

A Lenda D'El Rei D. Sebastião



Fugiu da liderança do seu partido
El Rei D. Sebastião
Perdeu-se numa coligação
Com o fiel guerreiro menino

Os betos e as tias
Nas ricas moradias de Cascais
Juravam que nas manhãs
De cerrado nevoeiro
Vinha D. Sebastião

Putas e paneleiros
Dos lados do Parque Eduardo Sétimo
Afirmaram terem visto
Lindo de longos cabelos loiros
El Rei D. Sebastião

Burgessos vindos da União Europeia
Ribeiros e Castros desconhecidos
Tentando iludir o povo
Afirmarem serem eles
El Rei D. Sebastião
E que voltava de novo

Todos foram desdenhados
Rejeitados pelos feirantes
Pois nas praias de Aveiro
Trazidos pelas marés
Encontraram o seu jaguar
Farrapos de um jornal independente
Pedaços de nevoeiro
A peruca e as meias de nylon
De El Rei D. Sebastião

Fugiu mas regressou como herói
El Rei D. Sebastião
E a lenda renasceu
Entre a bruma do passado
Chamavam-lhe o desejado
Pois que nunca se chegou a ir embora
El Rei D. Sebastião
El Rei D. Sebastião



Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!